O uso de uma cor pode realmente influenciar o humor ou o humor é que influencia a cor que usamos? Há algum tempo fui obrigada a mudar o texto na minha página “About”, exatamente no que se referia às cores. Não sou uma pessoa colorida, não tenho a naturalidade que uma brasileira (e ainda por cima afrodescendente) deveria ter na escolha de uma roupa colorida. Eu amo roupas coloridas, eu realmente amo, mas primeiramente os meus olhos sempre são atraídos pelas roupas brancas e, quando não, qualquer outra cor neutra. Esta sou eu. Sendo assim, comecei a pensar que esta minha preferência estava diretamente relacionada ao meu estado de espírito. Senti literalmente “the blues”. Contudo, num dos meus momentos de epifania, pensei que, se isto fosse realmente uma verdade inquestionável, eu deveria pensar também que Chanel estava disseminando a melancolia com o seu pretinho básico e todas com o mesmo gosto, inclusive blogueiras que vestem de preto e branco, são potenciais suicidas. Ora, todos nós nascemos com uma preferência por determinada cor, que pode variar de acordo com o nosso meio social, com nossas próprias escolhas (a escolha dos livros que lemos, das conversas que temos, dos filmes que assistimos, dos assuntos que nos interessam). Enfim, se tive uma alegre recaída e resolvi eleger este lindo casaco colorido da Sheinside como item básico para o inverno brasileiro (venha, inverno!) ou se o azul pode me trazer tranquilidade e paz de espírito, o importante é se permitir experimentar coisas novas sem perder nossa essência. Ah, uma pergunta: se o azul pode trazer a paz de espírito, o que o azul elétrico pode fazer por mim?


Wear colorful clothes can really influence the mood or the mood influences the color we wear? Some time ago I was forced to change the text on my “About” page, exactly when it came to colors. I’m not a colorful person, I haven’t the plainness as a Brazilian (in special African descent) should have when choise a colorful outfit. I do love colorful clothes, I really do, but firstly my eyes are always drawn to white clothes and, if not, any other neutral color. This is me. So, I started thinking that my preference anout color was directly related to my mood. I felt literally “the blues”. However, in one of my moments of epiphany, I thought that if this were really an unquestionable truth, I should also think that Chanel was spreading gloom with your little black dress and everybody with the same taste, including bloggers who dress in black and white, are prone to suicide. Now, we all born with a preference for a certain color, which may vary according to our social environment, with our own choices (the choice of the books we read, of the conversations we have, of the movies we watch, of the issues that concern us). Anyway, if I had a happy relapse and decided to elect this beautiful colorful coat from Sheinside as my basic item for the Brazilian winter (come on, winter!) or if the blue color can bring me peace and tranquility of mind, the important thing is to allow yourself to try new things without losing our essence. Oh, one question: if the blue can bring peace of mind, what the electric blue can do for me?

Coat: courtesy from Sheinside (similar model / similar color) ; Trouser: Renner; Shirt: TTLZ; Bag: Mc Taylor; Pumps: Santa Lolla; Hat: Shop 126.

 

– Cri.