“Voltar Para Casa” (Poema) 

“É hora de voltar para casa/E eu já não sei o que é casa/É hora mas eu não sei o que isso quer dizer/Apenas sinto; e o sentir é o instinto de um velho cavalo selvagem/É hora de voltar para casa/O que quer que seja que Casa significa/Talvez signifique terra-casa; a minha morte/E eu sinto o cheiro da raiz me chamando para adubá-la/É hora de voltar para casa/(Sou bananeira que já deu goiaba)/A casa é um todo no inacessível chão/A poeira da estrela no universo será um ponto de luz na distância/Da imensidão(…)/É hora de voltar para casa/Tudo é lar: até o átomo o é/E dentro do nada eu comporei a viagem na alma de todos os caminhos/Pois sei que eu mesmo estou com esse pé na luz/A luz da volta/ Para a lágrima inicial de mim/Licor de Ausência” 

Silas Correa Leite – Outubro, 2007, Caderno de Rascunhos Corpovidro, Escrevências 

Genova

  

  

Aeroporto Charles De Gaulle

  

O saudosismo de Gênova bateu assim que eu pisei no aeroporto! E para piorar, em Paris o tempo tava muito fechado e um pouco frio! Mas quando comecei a sentir algumas pessoas falando em português, ai que emoção, o que não durou muito quando vi a fila para pegar o avião no Charles De Gaulle… parecia que o país inteiro estava ali! Presenciei furadas de fila (eu!), o famoso jeitinho brasileiro, o falatório e blá blá blá! FINALMENTE, 11 horas depois de 2 filmes e sono, presenciei mais furadas de fila, bagunça para pegar a a bagagem, uma falta de educação do uó, mas… estava em casa e essa alegria ninguém poderia me tirar! (obs.: nem mesmo as fofocas provenientes da ociosidade que encontrarei aqui, isso não é triste? Fim do momento desabafo rss)

Cheguei em casa, já fui arrumando tudo logo! Voltei com mania de organização e limpeza! E quando estava desfazendo as malas percebi (só neste momento) que tinham colocado uma targa de “heavy” na minha big Hello Kitty! Ela deve ter sido bem tratada pelo pessoal da carga, né? Rsss Mas, na verdade, eles esqueceram de colocar “heavy” em mim… ai ai… de volta a dieta para eliminar penne all’arrabbiata, muscoli e sorvete até da minha mente! Apesar disso, não reclamarei mais, porque afinal estou no meu Brasil… always home!  

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

E agora posso retomar o meu “projeto blog”, com muito mais material do que antes: viagens, outfits, moda, línguas… estou explodindo! °ღ•ミ★ѕσяяιη∂σ ѕємρяє★彡°ღ•, beijinhos.